domingo, 20 de fevereiro de 2011

A revolta da lua...

No dia em que a lua se revoltou,
Foi quando percebeu que existia,
Beleza maior que a dela,
E que mais gente reparava...
Foi no dia em que te libertaste,
E deste por ti e viver o presente,
Sem medo do futuro e com vida no passado...
O dia em que a lua percebeu,
Que tua beleza era algo maravilhosa de apreciar,
Foi quando ela se revoltou e mostrou,
Mais do que alguma vez tinha mostrado,
Até esse dia,
Só a lua fazia sentido em beleza,
E nesse dia,
Sentiu-se no mundo a lua,
Mas no meu interior,
O que senti foi o teu amor,
A tua simplicidade,
A tua genialidade,
O teu corpo,
A tua aura,
O teu desejo,
A tua forma,
Que é bem mais perfeita que a lua...
E assim a lua,
Passou para um plano menos importante,
E isso fez com que ela se revoltasse,
Porque tua beleza não conseguia,
Atingir...
E isso fez com que se revoltasse...
Assim tua beleza perfeita,
É mais do que intensa,
É algo que entra bem dentro,
E não mais queremos que fuja,
Nem no seu dia mais belo,
A lua consegue chegar perto de ti...

1 comentário:

Long Haired Lady disse...

ah! duvido de alguem mais perfieto que a lua...