domingo, 20 de dezembro de 2009

Como me conheces...


Olhando na profundeza dos teus olhos, vejo a luz que tanto me seduz, verifico que a felicidade existe apenas pelo poder de estar... Sentindo cada vez mais um arrepio cada vez que me olhas, cada vez que entras dentro de mim, só assim, posso dizer, como digo que a nossa chama se acende a cada dia que passa... Solidáriamente aceitas o meu olhar, mesmo sem aquela luz, mas que para ti, quando me deixas entrar dentro de ti, faz-te sentir amada, como sempre desejaste... Sentindo que o nosso amor, cresce mesmo quando menos esperamos e que com todas as adversidades que a vida nos dá, seguimos em frente com aquele sorriso que tanto nos faz ser feliz... Verifico em cada recanto meu, por onde passaste, e com o teu olhar e com a tua alma, chegas bem dentro de mim, e em sitios que nem eu mesmo conhecia... Algo que me fascina, porque sei qye o que olhas dentro de mim, te apaixona, te faz ficar aqui do meu lado, e sentindo tudo comigo, como se não me conhecesses... Alimentando o nosso amor, com tudo a que ele tem direito, sabendo ao certo mais do que eu me conheço... Mas na verdade acreditando em mim, e em todo o meu amor, que nutro por ti, mesmo quando o sorriso desaparece por alguns momentos... Delirando com o teu ser, saboreando os teus beijos, maravilhado com o teu corpo, fantasiando sempre com a tua sensualidade... Pois apenas tu, e o teu ser, entraram em sitios que nem eu sabia que tinha, e isso foi libertando o meu eu de verdade, o meu eu que tu tanto amas e que tanto te ama... Agradecendo todas as noites pelo simples facto de tu, me teres escolhido para teu par e para teu amor, aceitando-me com todos os defeitos e qualidades, mesmo que nem eu as conheça... Huim, saboroso o teu amor, delicioso o teu sabor, apenas e simplesmente doce como tu sabes ser... Qualidades que me fazem apaixonar por ti a cada segundo que passa e que passo do teu lado... Simplesmente belo o amor que nutro por ti e que sei que é completamente retornado... Ali, naquele cruzamentos de olhares, percebemos o que nos faltava e ali dizemos, em unisom, que a nossa felicidade estava perto demais para a deixar fugir, mesmo sem dizermos um ao outro... Ali, senti-me amado de verdade mesmo sem te conhecer...

1 comentário:

Claudia disse...

Adorei essa foto!!!!