quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Orgasmos sem fim...

Quero usar meu corpo,
Para teu ser levantar,
Elevar-te ao céu,
Apenas com o meu toque...
Só quero usar o que sei,
Para teus gemidos obter,
E saber que no meu ser,
Aperfeiçoei o teu gosto...
Pela tua pele navego,
Arrepiando-te sempre que passo,
Com lingua ou dedo,
Que te leva ao prazer...
Só quero no fim entrar,
Poder andar sem fim,
Horas e horas de prazer,
Que no fim exaltam teu ser...
E assim sei,
Que em orgasmos sem fim,
Consegui-te manter,
E que no fim em Plutão ficaste...

1 comentário:

Joice Furtado disse...

hummmm, bom hein! Imagine se houvessem orgasmos sem fim. Mulheres e homens exalando alegria pelas ruas, todos os dias. rsrs.