quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Morri...

Morri,
Voei para o fim,
Aceitei a minha culpa,
E Liberto quem me amarra...
A velocidade é abismal,
A queda brutal,
A casa passo a certeza,
Que o fim se aproxima...
Hoje e ontem,
De nada valeu,
Os sorrisos que tinha,
Para aquecer o amor...
Porque eles se prenderam,
No corpo resistente,
A uma luta que dura,
E que no fim,
Perdi...
Durante anos acreditei,
Lutei e sobrevivi,
Mas com tantas batalhas,
O meu corpo desistiu...
Foi assim que me vi,
Lutador e constante,
Enquanto o corpo aguenta,
A dor que aumenta...
Numa lágrima me recuperei,
À uns anos atrás,
Vi o sorriso de quem partiu,
E me deu força para estar...
Depois elas secaram,
Na dor não caiu nenhuma,
Secaram pensei eu,
Pela ultima que caiu...
Na morte lenta do meu ser,
Elas cairam devagar,
Foram aumentando a velocidade,
À medida que a morte se anunciava...
Foi que assim,
O final de mim,
De quem esteve e não esteve,
Presente quando precisaste...
Sou eu que assumo,
Os erros que tive,
Que tenho comigo,
E que perdi esta luta...
Sou eu que assumo,
A morte lenta de mim,
Num corpo ao abandono,
Onde a alma se perdeu!!!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Percorrer o teu ser...

No toque da tua pele,
Sinto que minhas mãos crescem,
Se soltam por entre os poros,
E encontram o olhar na sua ponta...
Descobrem linhas que tens,
Que me mostram o esplendor do teu ser,
Em teu limite de corpo,
E que me seduz em reluz...
Contra luz ainda mostra as linhas,
que no dia em que sonhei,
E te vi,
Te encontrei igual...
Poderia ficar horas a fim,
Olhar para ti,
Nos locais sagrados,
Que nos encontramos sós...
Percorrer com minhas mãos,
Teu corpo doce,
Me faz imensas seduções,
E intuições de amores,
Que me faz enriquecer,
O meu ser...
Amante de ti,
Quero continuar,
A voar sempre contigo,
Até ao fim do meu ser...

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Sorrir eterno!!!

Meu mundo tem dois tudos,
Dois Sóis,
Duas Luas,
Duas vezes mais estrelas,
Duas vezes mais brilho,
Dois sorrisos,
Dois Corações...
Em tudo é duplo,
Menos no caminho,
Que nesse percorro,
Contigo ao meu lado,
Caminhado bem juntinho,
Para sentir o teu ser...
Caminho percorrido,
Na direcção de um mar,
Que nos aquece e arrefece,
Dependendo do lugar!!!
Em tudo tenho dois,
Até no meu ser,
Que está dentro de ti,
Parte do meu ser...
Assim me sinto,
Agora e depois,
Para que meu sorriso,
Venha desde o dia em que te vi!!!

Até ao final contigo...

Já conheci,
Conheço e conhecerei,
Gente sem fim,
Mas poucos ficam...
Temos significados diferentes,
Para as coisas banais,
Dos tempos infinitos,
Que não nos encontramos...
Poderei percorrer o mundo,
Caminhar debaixo de agua,
Entrar pela estrelas,
Que apenas tu me guias...
Heroicamente me deste,
O teu ser a conhecer,
Provei docemente,
E viciado para sempre estou...
Do teu ser me embebedo,
No teu prazer me delicio,
Na tua vontade o meu desejo,
De o Sol já mais esconder...
Assim me sinto contigo,
Na tua e doce alegria,
Meu encanto por ti sem fim,
Até ao final dos meus dias!!!

Para ti existo!!!

Quando as palavras existem,
Mas apenas servem as que se quer,
É complicado pensar-se,
Em poder-se ser feliz...
As palavras existem,
Todas elas com significado,
Todas elas no dicionário,
Usadas da mesma forma,
Não têm duplo sentido...
Apenas o querer,
Não persiste,
Em que conseguir,
Usar o que se tem...
Para que os actos,
Se depois com x-acto,
Se corta o umbilical,
Num rasgo de loucura...
Apenas quero sentir,
O sentimento que existe,
Sem mais lamentos,
Que tanto persistem,
Em existir!!!
Usar o ser,
De uma forma doce,
Assim me sinto,
Para ti existo!!!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Na janela te encontro...

Estacionando o carro,
E na janela percebo que estás tu,
Como um vulto,
Que não mostra o que tem...
Dirijo-me para casa,
Coloco a chave na porta,
O silêncio lá dentro,
Faz-me procurar-te...
Percorro cada divisão,
Até encontrar o teu ser,
Vejo que te encontras,
Na mesma janela que te vi...
E estás assim,
Com teu corpo semi nu,
Vendo o céu,
Que brilha para ti...
Vou ao teu alcance,
E tu foges de mim,
Corres e viras-te,
Mostrando outras partes de ti...
Vou atrás de ti,
E no sofá te encontras,
Sento-me ao teu lado,
E tu para o meu colo saltas...
Beijas-me a face,
O pescoço e os ouvidos,
Deixas o teu respirar,
Como som de fundo...
Puxas meu pescoço,
Para junto do teu peito,
Exiges que te beije,
E te morda teus seios...
Não me deixas falar,
Aproveitas o meu ser,
E queres abusar,
E despes-me todo...


terça-feira, 25 de setembro de 2012

Junto a ti!!!

Hoje quero poder,
Usar o teu corpo,
Para ver o teu prazer,
E sentir-te gemer...
Quero tocar-te,
Usar-te lentamente,
Lamber e trincar,
Apenas no mesmo momento...
Quero que meus dedos,
Pelo teu corpo percorram,
Em toques suaves e loucos,
No mesmo instante...
Saborear tua pele,
Degustar teu aroma,
Zelando pelo interesse,
De teu suco sentir...
Heroicamente te colocar,
Num pedestal,
Que apenas com a língua,
Te consiga tocar...
Uma e outra vez,
Sem parar de tocar,
Quero que as horas,
Passem ou não,
O tempo que exista,
Seja apenas nosso...
E que perdure o momento,
No gemido seguinte,
Para realçar,
Todo toque em ti...
Fixando o meu corpo no teu,
Juntando o que quiseres,
Apenas deliciando,
Com teu suco,
Que sairá...
Quero agora e depois,
Aqui e ali,
Onde quiseres sentir,
Ele dentro de ti...
Toda molhada quero-te ter,
Para a cada movimento,
O prazer ser maior,
E o pensamento desaparecer...
Quero-te assim,
Excitada de prazer,
Loucamente como eu,
Apenas junto a ti...

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Aumento de prazer!!!

Assim te encontrei,
Na cama deitada,
Apenas com linhas,
Que tapavam o nada...
Parecias um anjo,
Teu sono profundo,
O sonho era bom,
Teu sorriso perfeito...
Sem me deitar na cama,
Meus dedos passei pelo teu corpo,
Meus labios beijaram de seguida,
Quando abriste os olhos,
Teu olhar uma delicia...
Me pedias mais,
Sem sequer um som dizer,
Me deitei e te toquei,
Começaste-te a arrepiar...
Sem contar,
Me beijaste,
E sem roupa fiquei,
Depois o tempo passou,
E sem darmos conta,
Só com toque,
O prazer imenso foi...
Peguei em ti,
Ao colo comigo foste,
Passeamos pelas divisões,
E em todas paramos com prazer...
Foi e será sempre diferente,
Porque contigo,
Em cada momento,
A sensação que apresenta,
É um momento de prazer,
Que é maior que o anterior,
E que melhora na ausência,
Para na presença ser devorado...
Em cada segundo me sinto,
Contigo no pensamento,
O prazer intensamente,
Que juntos temos de cada vez...
Sonho ou não,
Contigo é sempre presente,
Que o prazer é enorme,
E melhor completamente,
Que o anterior momento!!!

Usa-me!!!

Usa-me!
Devora-me!
Aproveita-me!
Para teu próprio deleito...
Faz acontecer,
Que o Mundo desabe,
Que apenas nós fiquemos,
Mas sabemos que foi,
Um momento de puro prazer...
Corre!
Veste-te!
Esconde-te!
Para relançar o prazer...
Que eu irei atrás de ti,
Rasgarei tua roupa,
Encontrarei-te onde estiveres,
Para te devorar,
Percorrer teu corpo,
Com meus dedos e minha lingua,
Sentido o teu arrepio,
De loucura e prazer...
Sentirei teu suco,
Te prendo para te ter,
Ali parada a pensar,
O que ele vai fazer?
E no fim,
Apenas te amar,
Com os corpo nus,
Colados e sem descolar...
E quando não contares,
Atacarei novamente,
Teus gritos se vão ouvir,
Depois de entrar em ti,
Te fazer lamber,
Trincar-te o pescoço,
Mordiscar teu corpo...
Assim loucamente ainda me sinto,
Por ti e pelo teu corpo,
Em que cada segundo,
Me excita ainda mais...
Sou assim como um louco,
Até mesmo como um demente,
Mas a vontade de te ter,
Ali nua à minha merce,
Faz com que queira,
Te dar o eterno prazer,
E ouvir-te gemer,
Ao mesmo tempo que teu suco,
Escorre por ti!!!
Meu leite é teu,
Usa-o onde quiseres,
Te dou sempre,
Basta pedires ou atacares!!!
Teu e assim quero ser,
Usa-me como nunca antes,
Faz de mim teu prazer,
Para que teu deleite aumente!!!

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Dou-te de mim!!!

Quero poder pegar,
Trincar e beliscar,
Usar a meu belo prazer,
E no fim ver-te gozar...
Usa-me para teu bem,
Para teu simples prazer,
Delicia-te em mim,
Dá-me o teu suco...
Guarda para mim,
Usa o teu tesão,
Ataca-me quando queres,
Dá-me tudo de ti...
Quero-te presentear,
Com o que mais desejas,
Ver-te sem fim,
Ter o maximo prazer...
Usa-me e abusa,
Meu corpo é teu,
Para teu belo prazer,
Usa-o até ao fim,
Esgota-te em mim...

Tesão por ti!!!

Quero prender-te,
Usar-te e abusar,
Sentir-te gemer,
Dar-te prazer...
Sentir teu tesão,
Aumentar em mim,
A vontade de crescer,
Dentro de ti...
Quero poder lamber,
Teu suco sem fim,
Explodir no limite,
Com gemidos sem fim...
Ter as paredes abanar,
Os corpos tremelentes,
Usando o meu ser,
Para teu belo prazer...
Sentindo o teu prazer,
Dentro do meu ser,
Ver-te ter prazer,
Usar o que posso...
Só te quero prender,
Usar-te e abusar,
Para te fazer gemer,
Como teu belo prazer...
Usa o que tens de mim,
Aproveita o meu corpo,
Usa-o como teu,
E tem muito prazer...
Tua face quando lá chegas,
O climax atinges,
E o teu suco explode,
Em meu tesão por ti!!!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

A ti!!!

Adoro quando meu corpo se toca em tua alma,
Te faz ter desejos por mim,
Assim como eu tenho por ti,
E quando nos soltamos em uma só voz...
Sou pequeno em sonhos,
Imenso em amor para ti,
Quero te deixar cheia de amor,
E que enquanto longe de mim,
Te faça crescer o que sentes por mim...
Quero te fazer feliz,
Não só pelo que sentes,
Mas pelo que desejas e sonhas,
Nas viagens ser teu travesseiro...
Quero estar sempre presente,
Em ti e para ti,
Pois meu sorriso és tu,
Meu sol do meu ser!!!
Suspiro por ti,
Anseio por ti,
Desejo-te a ti,
E não mais alguém!!!

Amigo de Corpo e Alma...

Sei que já passamos por muito,
Que já conhecemos muita gente,
Que gostámos e não de seres,
Mas temos a alegria de sermos amigos...
Encontramos em cada um,
Um ponto de contacto,
Que no momento exacto,
Aparece para levantar...
Podíamos estar perto,
Mas de longe é mais forte,
Porque nos fazemos chorar,
Naqueles momentos sozinhos...
Podemos parecer abichanados,
Até mesmo homens fraquinhos,
Mas no momento certo,
Apenas mostramos o que sentimos...
Gostamos e gostamos,
Lutamos pelo que nos faz sorrir,
E no fim apenas queremos,
Saber que somos felizes,
Assim como o outro é!!!
Não temos inveja,
Apenas o orgulho sério,
De quem se conhece,
E sabe do valor do outro...
Sorrimos quando por dentro choramos,
Soltamos as lágrimas com as amarras,
Do falar do outro,
Naquele instante certo...
Fazemos o outro sorrir,
Quando a vida é mesmo puta,
Mas sabemos que na força,
Nos orientamos para a frente...
Assim sei que somos,
Verdadeiros amigos,
Amigos sempre presentes,
Mesmo que ausentes...
Amigos de corpo e alma,
É o que somos!!!

Sorriso do teu ser!!!

No meu ser gritante,
Que teima em conseguir o que quer,
Desmente quem o quer derrubar,
Encontra o prazer do teu ser...
Na finalidade de conquistar,
No desejo de perdurar,
Luta pelo que te faz sorrir,
E no fim,
Pelo que te faz amar!!!
Só quero continuar a ser eu,
No teu amor de leito,
No mais que perfeito,
Correr no teu ser...
Assim me encontro aqui,
Perdido mas ancorado,
No teu coração eterno,
Que meu amor,
Ama amar!!!
Assim sei que sou,
O que mais não posso ser,
Porque apenas desejo,
Ser o sorriso do teu ser!!!

sábado, 4 de agosto de 2012

Despir lentamente...

Adoro a forma como se despe,
Nos momentos de tensão,
Em que o desejo é imenso,
Mas o provocar é o mais importante...
A maneira como se balança o corpo,
Como se mexem os braços,
As roupas se movem lentamente,
E o desapertar é lento...
Com a imagem de desejo,
A vontade a aumentar,
O despir é intenso,
E a tesão é imensa...
Liberta-se imensos sons,
Que mostrem o prazer que se tem,
Mantendo a chama acesa,
E a vontade crescendo...
Assim se passam bons momentos,
Querendo ainda mais,
Soltando o prazer,
E agarrando o amor...
É a maneira mais sedutora,
Que conheço no erotismo,
Mas sei que o resultado,
É uma tesão imensa...
Tenho um vicio,
Que é sempre mais,
Melhor e intenso,
No prazer,
Essa é a minha regra!!!

Prazer a 2 ou...

Existem formas de aprender,
Maneiras de conhecer,
Outras de ganhar desejo,
Sempre com o intuito de melhorar...
E sei que aprendi,
Na parte do erotismo,
Vendo mulher com mulher,
Tocando-se e gemendo...
Sei que pareço louco,
Mas é um conselho que dou,
Aprende-se muito assim...
Sabendo que na vida real,
Nem sempre a vida é assim,
Que nos mostra o que os filmes dão,
Mas podemos aprender com eles,
Para podermos chegar,
Na vida real ao prazer,
Que tanto ansiamos ter!!!
A dois,
até mesmo com três,
A quatro dependendo,
Só sabemos aprendendo,
Se dai provem o prazer!!!
São desejos,
Vontade e fetiches,
Que nem sempre são viáveis,
Mas que aprendemos sempre mais,
Quando tentamos o prazer...
Nos sonhos,
Nesses somos felizes,
Só temos que colocar isso em pratica,
Na nossa vida rela!!!

Adoro o corpo deitado!!!

Adoro um corpo delineado,
Que com as curvas me seduza,
Que me mostre timidez,
E que me conquiste na loucura...
Tendo nada em mente,
Apenas o presente,
Que me leva para a frente,
E a conquista aparente...
Sei que sou louco,
Depravado e até só penso em sexo,
Mas adoro um bom passeio,
Que no fim acabe em conquista...
Tudo que a timidez esconde,
É a loucura que mais aprecio,
A vontade de querer mais,
E voar sempre com prazer...
Adoro ver um corpo deitado,
Com a lingerie correspondente,
Que lhe fique a matar,
E que me conquiste no prazer!!!

Cansado...

Cansado de a vida não andar,
De rodar e não sair do sitio,
Só queria zarpar,
Para um sitio onde ela andasse...
Caminhando e parecendo que não se sai do local,
Que cada segundo são horas,
E que a vida é comprida,
Mas apenas não passa no tempo...
Acordar e ver o Sol brilhar,
Ajuda a ultrapassar o que a vida dá,
Querendo que a chuva passe,
Para que o Sol me presenteie...
Ficaria grato se quem olha por mim,
Lá em cima nas estrelas,
Desse um rumo decente,
À vida que me apresenta...
Liberto-me de tudo,
Trabalho o tempo se for preciso,
Só para que o Sol,
Me ilumine a minha vida...
E assim poderia,
Deixar de estar cansado,
Desta vida que levo!!!

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Usar e Abusar!!!

No teu corpo me quero dar,
Sentir o teu viver,
Apresentar o meu ser,
Colocar o meu viver...
Devorar em mim,
O que de ti sobressai,
Desbravar o que desconheço,
E apresentar o que conheço...
Viver a sorrir,
Colocar em ti,
O que de mim tenho,
E sem mais porquês,
Fazer-te vibrar...
Só quero o que tenho,
Viver o que me dão,
Apresentar o que sou,
E sonhar sempre contigo...
Sou o que mais gosto,
Porque o que amo é teu,
Vivo assim e sou feliz,
Dentro do meu viver...
Quero que te libertes,
Em mim me devores,
Faças sonhos reais,
E fantasias Loucas...
Aproveita o que sou,
Para o que possas usar,
Faz de mim teu ser,
Para o mais puro prazer!!!
Usa e abusa,
Aproveita o que é meu,
Em ti usa,
Para teu belo prazer!!!

terça-feira, 10 de julho de 2012

Hoje delicia-me!!!

Hoje acordei assim,
Com vontade de te devorar,
De passar minha lingua em ti,
Meus dedos percorrer teu corpo,
E fazer-te gemer imenso!!!
Queria trincar,
Deliciar-me com o teu suco,
Devorar-te intensamente,
E fazer-te chegar,
Sem fim ao climax!!!
Hoje queria,
Na cama e no chão,
Na comoda e no sofá,
Queria deliciar-me em ti...
Queria devagar e com força,
Fazer-te gemer,
Como um estádio vibra um golo...
Quero no fim,
Se o teu folgo permitir,
Ouvir-te dizer,
Foi bom,
Não quero que pares!!!
Hoje sinto-me assim,
Com vontade de ti,
Pura e simples,
Com tudo que tens para mim,
E receber tudo que de mim,
Quer sair!!!
No fim,
Comidos os dois,
Devorados como nunca,
Deliciados de prazer!!!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Momento de ternura!!!

Só queria poder olhar,
Ficar simplesmente assim,
Quieto a apreciar,
O teu corpo de sereia...
Sei que nos movimentos,
Te soltas simplesmente,
Te mostras como és,
No teu ar calmo,
E ternurento...
Usar o teu lar,
Do teu corpo vivamente,
Alegremente me contento,
Por saber cada linha tua...
Zelando apenas pela visão
Pura e simples,
Que teu corpo ternurento,
Me mostra...
Queria poder apenas ficar,
Assim quieto e a olhar,
Para a tua sensualidade,
Que em mim despertas...
Quero ver,
Voltar a ver,
E poder recordar,
Assim como és,
Os momentos que longe estou...
Teu corpo de sereia,
Assim quero ter,
Colado ao meu,
Nos momentos de ternura!!!

Maneira erótica de falar...

Adoro como o teu corpo,
Me chama eroticamente,
Sem nunca pronunciares uma palavra...
A maneira como te mexes,
Que me deixa louco,
Que mexe comigo,
E que me deixa no ar...
Voar pelos ares,
Que me mostras,
Apenas com o olhar...
Quero poder rasgar o céu,
E ver-te sempre que quiser,
Mesmo que não possa estar...
Sei que como mexes em mim,
Serve para me deixar assim solto,
Capaz de querer estar,
E apenas deitar,
Tocar e beijar...
Assim me deixas,
Com a tua simples,
Maneira Erótica de Falar...

domingo, 8 de julho de 2012

Gemer e ser teu!!!

Quero que teu corpo me chame,
Me use como seu,
Me provoque sem tocar,
Para me provocar a loucura...
Quero ser louco,
Por te ter e não usar,
Por me usares até ao fim,
E no fim te entregares...
Aceito o que és,
O que me fazes sentir,
Desde o mais doce toque,
Até ao mais rasgado abanão...
Poder saber que o és,
E ter o que tens,
Me deixa como um louco,
Ansioso por te ver...
Sei que quando saio,
Na loucura do meu desejo,
Não vejo a hora de chegar,
Para te arrepiar no suspiro...
Poder gemer para ti,
No toque que me dás,
É o prazer que vejo,
Até no fechar dos olhos...
Ser teu como sou,
Me liberta da vontade,
Que tudo me possa dar,
Pois sei que sou teu e nada mais...
Furtivo me sinto,
Quando te ataco sem contares,
Para depois te entregares,
A mim na totalidade...
Quero mais digo eu,
Queres mais pedes tu,
Assim estamos sempre,
Na descoberta de nós...
Depois sei que posso ser,
O que me pedes para ser,
Com tu és,
O que eu sonho que és...
E assim me entrego,
A esse corpo delicioso,
Ao teu ser maravilha,
E o meu gemer é teu!!!

Usar-te e usufruir!!!

Quero no teu corpo correr,
Percorrer as linhas que nele tens,
Deliciar-me na curvas,
E aproveitar as linhas rectas...
Quero poder ter-te colada,
Com roupa linear,
Devorar-te o sentido,
Que tua mente tem de mim...
Quero poder abraçar,
Regar e colher,
Partir para nova linha,
Depois de aquela não me querer...
Quero saber que ali,
Meu corpo e minha mente,
Repousa num limite sem fim,
Até ao dia amanhecer...
Quero que teu corpo,
Não se mexa no limite,
Apenas me deseje ali,
Para partir sem sair...
Quero que tudo que sintas,
Seja o mais puro dos prazeres,
Que viajes sem fim,
Até ao fim do horizonte...
Quero-te para mim,
Como um vicio qualquer,
Seja bom ou mau,
Quero-te sempre para mim...
Ali naquele espaço,
Que apenas a nos pertence,
Não quero mais brigas,
Sem ser das quentes...
Só quero assim ser,
Percorrer até mais não,
Teu corpo de curvas e linhas,
Que me deixam assim...
Apenas em mim sinto,
A vontade de te ter,
Colada assim como sabes,
E teu corpo me pertence!!!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Teu erotismo!!!

Toda a pele tem erotismo,
Numa guerra sem quartel,
Na tua existe mais,
Porque o fazes sem querer...
Teu andar sedutor,
Na fonte do desejo,
Não passa despercebido,
Na rota do erotismo...
Quando teu olhar é tímido,
Um senão é encontrado,
Que é o descontrolo,
Do erotismo...
Poderias ser Rainha,
Princesa ou até Empregada,
Só sei que o teu ser,
Exaltava na mesmo Erotismo...
Tudo o que fazes sentido,
Sem sentido de o fazer,
Provocas de forma tal,
O erotismo de prazer!!!

No brilho do teu beijo...

Nos teus ataques,
Sinto-me vivo,
Sinto-me preenchido,
Com vontade de mais...
Anseio pelo chegar,
Pelo teu toque nu,
Em meu corpo desejado,
Por ti completamente...
Quero tua lingua,
Teus dedos a passar,
Teu surrurar nos meu ser,
Que me enche de vontade...
Quando trocamos de posição,
Meu ataque não é viril,
É apenas a mostra,
Que mais e mais,
Me fazes querer...
Não quero ser bruto,
Quero com vontade demonstrar,
Que me deixas assim,
Louco de prazer...
Mesmo só de olhar,
Meu ser anseia pelo teu,
Afim de dois corpos,
Nus e colados no fim...
Não importa a forma,
O locar e até mesmo a posição,
Apenas que sejamos,
Os dois juntos sem mais não...
Só quero ser assim,
Na felicidade que me dás,
Entender que vale a pena,
Tudo que nós temos...
Juntos e sós,
Com mais gente ou não,
Não importa o que vem,
Apenas que juntos estamos...
Em teus labios colo,
E não mais largarei,
Pois lá sinto a vida,
Daquela que brilha por nós!!!
Me liberto e solto,
Quando te toco,
Quando te oiço,
Te soltas no sim...
Percorro meu ser,
Para ver o teu olhar,
Encontro no mar,
A vontade de ti...
Julgava que em mim,
Apenas eu havia,
Mas é mentira pura,
Porque em cada pedaço de mim,
Existe parte de ti!!!
Teus beijos um desejo,
Teu toque uma vontade,
Teu corpo delicia,
Que me faz devorar...
Quero ser teu,
Como tu em mim estás,
Pertencente às nuvens,
Viajante das estrelas...
Caminhando ao teu lado,
Sinto que sou eu,
Percorro qualquer lado,
Mesmo que fuja de mim...

Algo Normal...

Como sempre, em tudo o que me foi acontecendo, sempre que as expectativas eram grandes, a queda era maior... Já me habituei, apenas não consigo deixar de acreditar que o próximo passo vai ser melhor... Parece que ando para trás, e que a frente me foge... Sei que poderia ser diferente, mas se fosse, qual era a piada de ser eu... Pelo menos é o que penso quando penso no que Deus tem para mim... Acredito, em tudo, menos que a vida tem para mim, melhor do que o que tenho, que é afundar-me neste poço que é o Mundo... Quanto mais luto para me levantar, mais desço na escadaria que a vida apresenta... Apenas um desabafo em mais uma queda sem fim... Sei que sorris, e que me levas ao colo, mas queria neste momento, algo que me desse certo que posso viver o futuro, porque o presente, esse, já não vivo, sobrevivo!!!

sábado, 28 de abril de 2012

Acordar ao teu lado!!!

Quero morder,
Poder lamber,
Tocar sem fim,
Até ao prazer...
Saber que voas,
Apenas com o olhar,
Que navega sem fim,
Quando por fim entro...
Quero teu suco,
Quero sentir-te gemer,
Voar sem fim,
E no fim cair de prazer...
Libertar gritos,
Trocas de posições,
Por cima e por baixo,
De lado e ao contrário,
Pela frente e por trás...
Apenas com intuito,
De teu suco libertar,
E poder assim provar,
O teu prazer...
Com meus dedos tocar,
Com brinquedos picar,
Com a lingua passar,
E com ele entrar...
Quero simplesmente,
Assim como o meu olhar,
Mostrar-te o prazer,
Que me dás,
Apenas por acordar,
Ao teu lado,
Cheio de prazer e amor!!!

Apenas UM!!!

Minhas mãos que adoram passear,
Aproveitar o teu corpo delirando,
Caminhado sem sair do local,
Libertando sentimentos pelo toque...
Sabendo que meu corpo,
Quando cola ao teu,
Apenas num se torna,
E pecado é não aproveitar...
O que de mais belo temos,
O sentimento que sentimos,
E que provamos a cada dia,
Que eu e tu,
Somo apenas um,
Como tu e eu!!!
Na mente percorro o teu corpo,
Vezes sem fim,
Sabendo que cada curva,
É mais uma emoção,
Que sinto quando lhe toco...
Quero sentir colado ao meu,
Mesmo quando não estás aqui,
Mesmo quando a distância impera,
Quero e sei que a mente,
Não me recusa o prazer,
Que me dás,
Apenas de pensar em ti...
Quero sobrevoar,
E voar até ti,
Sempre que assim não puder,
Colar a ti!!!
Porque sei que no fim,
Eu e tu,
Não mais que,
Tu e eu,
Somos apenas UM!!!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Quero correr com meus lábios,
Encontrar um corpo à deriva,
Que procura algo,
Sem saber o que lhe reserva...
Sei que meus lábios,
Anseiam pelo teu corpo,
Pela tua vontade,
E pelo teu desejo...
Percorrer e arrepiar,
São adoráveis sensações,
Que meus lábios,
Adoram provocar-te...
Dentro do que os beijos me dão,
O sentir o teu ser,
Colado ao meu,
Dá-me uma vontade de não parar...
Só quero poder chegar,
Tocar e acariciar,
Um corpo que anseia,
Pelo toque do meu ser...
Sei quando meus lábios,
Aos teus encostam,
É quando meu ser,
Se arrepia e não mais para...

Sedução Pura

Na parte de me sentir louco,
Entras em mim como um fuso,
No sentido de me sentir devorado,
Pelo teu olhar assim me sinto...
Percorres meu corpo com a língua,
Sem nele com ela tocar,
As vontades que me deixas,
São parte que de mim já não tiras...
Uma sedução pura,
Sinto com teu olhar,
Na pura sedução adormeço,
Porque me deleito em ti...
Nas vontades loucas,
De me sentir assim,
Percebo o que fazes em mim,
E que me dás sem dar...
Na presença do teu físico,
Meu psíquico devora pensamentos,
Que na ausência da tua presença,
Me delicia os pensamentos...
E assim na tua pureza sendenta,
Em mim me sinto,
Como que sendo teu sempre,
Na mais puras das seduções...

terça-feira, 6 de março de 2012

Até o gozar...

Nos tempos calmos de guerra,
Em que todos gritam e ninguém ouve,
Que todos tocam e ninguém sente,
Que se olha e não se vê...
Coloco-te uma venda nos olhos,
Encaminho-te para a varanda,
Sentes a brisa no teu rosto,
E sentes tua roupa desaparecer...
Pego nas tuas mãos,
E percorro meu corpo,
Sentes como te desejo,
Ficas arrepiada...
Sentes meus labios no teu pescoço,
Meus dedos em tuas costas,
Minha vontade por ti,
Meu ser em ti...
Passo minha lingua nela,
Sinto teu suco,
Tuas pernas tremem,
A cada movimento,
Apertas por não aguentar,
O prazer que sentes no toque...
Pedes para entrar,
Viro-te de costas,
Entro devagar,
Lentamente te faço viajar...
 A cada movimento um toque,
Um beijo nas tuas costas,
Teu apertar onde te agarras,
Porque te sentes vigiada...
A loucura te faz gritar,
O prazer a crescer,
A vontade a aumentar,
O tesão que não sai...
Assim me pedes mais,
Queres cavalgar em cima de mim,
Pedes para comandar,
Queres ir a todo o gás...
Prendo-te,
Apenas te deixo mexer,
Aquilo que acho que deves,
Depois no fim,
Quando teu grito é imenso,
Te largo e me agarras,
Porque só queres gozar,
Ao me ter!!!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Hum, que vontade...

Podemos esconder,
Até mesmo não mostrar,
Sentir e não desejar,
Mas quando queremos...
Apresentamos tudo,
Mostramos demais,
Adoramos ainda mais,
E lutamos por mais!!!
Sabemos que queremos,
Sentir o mesmo prazer,
A mesmo vontade,
O mesmo desejo...
Quando destapamos,
Os corpos nus,
Que tocávamos com os dedos,
E com a língua saboreamos...
Assim é a vida,
Cheia de prazer,
Com prazer vivemos,
E queremos ainda mais!!!
Poderemos dizer,
Ai que vontade,
Ai como me deixas,
E com o toque não satisfaz,
Porque ainda aumenta a vontade!!!

Constuimos o castelo...

Hoje acordei,
Com apetite de dizer,
Simplesmente adoro,
O teu ser junto do meu...
Ontem senti,
O que a tua alma me dizia,
Sem tu abrires a boca,
O meu coração sentia...
Amanhã verei,
Que a nossa estrelinha,
Tem para nós,
Uma surpresa verdadeira...
O suspiro chegará,
A felicidade não sairá,
O sorriso ficará,
E a vontade surgirá...
No meu ser,
Que tem o teu ser,
Que pertence ao nós,
Que vive por nós...
No sentido real do nosso ser,
A felicidade é eterna,
E todas as pedras,
Fazem-nos ainda mais fortes,
E com elas,
 Nosso castelo fica enorme!!!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Ser Util...

Hoje em dia, nada melhor que ajudar o proximo...
Sentir util...
Saber tocar...
Saber ouvir...
Saber ver...
Mas principalmente,
Saber sentir...
E assim,
Se souber que ajudo,
Sei que sou util...

Os seres que rodeiam...

De momentos em momentos,
Vividos em tensão imediata,
Sentindo um doce encanto,
Pelos sentimentos sentidos,
Vivencias presenciadas...
Só queria encostar-me num canto,
Viver o meu encanto,
Sentir o calor do Sol,
Dentro do meu peito...
Saberia eu conviver,
Com momentos de delicia,
Que entendo como unicos,
Na pequena dimensão,
De uma vida louca...
Então entendo que sou,
Um momento perdido,
Em virtude dos momentos,
Que vive no encanto,
De seres iluminados...

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Loucuras de prazer!!!

Aproveito o corpo me mostras,
Com sabores alternados,
Mediante a tua vontade,
Me alimenta meu tesão...
Com encontros esperançados,
Nunca antes alcançados,
Vontades alimentados,
Nos momentos desesperados...
Encontrei em ti a loucura,
O meu corpo em ti se alimenta,
Nas presenças do mundo,
É em ti que me delicio...
Procuro apenas o prazer,
Não o meu,
Apenas o teu,
Pois o meu vem por acrescimo...
No teus seios me deito,
Minha lingua lambe,
Teus arrepios eu sinto,
Com tua diva chamando por mim...
Não a quero num instante,
Quero a sempre presente,
Não apenas no toque,
Mas também na mente...
Sei que sou louco,
Que o desejo toma conta,
Mas em ti eu sei,
Que os sonhos nunca são o fim...
Existe sempre mais,
Que podemos aprender,
Fazer realizar,
As loucuras de prazer!!!

Maneiras de ver...

Acredito que sim,
Que talvez,
Ou mesmo que não...
Mas não deixo de acreditar,
Que sou feliz,
Que faço feliz,
Que entendo o sorriso,
Que aprecio a lágrima,
Mas sei que mesmo assim,
Sou mais do que eu,
Pois apenas me completo contigo...
Que sente o que sente,
Porque existe sorriso,
Sempre na minha vida,
Ou o Sol,
A lua,
Ou o teu mesmo!!!
Apenas sei que assim,
Vale a pena ser eu,
Porque sou assim,
Critico de mim,
Ausente de todos,
Presente sempre,
Mesmo que não me,
Apresente!!!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Me delicio...

Como é bom tocar...
Como é bom passar a lingua...
Como é bom arranhar...
Como é bom lamber...
Apenas 24h por dia,
Deixaria tudo por fazer,
Para te dar prazer,
Com dedos,
Lingua e ele...
Delicio-me com teu suco,
Nos dias quentes de inverno,
Aproveito teu aroma,
Nos frios dias de verão...
Aproveito teu corpo,
Para te levar ao prazer,
E excitado ficar,
Para entrar e gemer contigo...
Adoro sentir-te prender,
Minhas mãos em teu corpo,
Para depois quereres,
Que te arrase de prazer...

Assim me delicias...

Sentado a trabalhar,
Concentrado no pc,
Encontraste-me sem me aperceber,
Por baixo da mesa apareceste,
E minhas calças desapertaste...
Nele pegaste com teus lábios,
Teus dedos por ele deslizavam,
Teus dentes lhe tocavam,
Gemidos eu dava...
Prazer imenso senti,
Colocaste-o todo na boca,
Aproveitaste o estar só,
E lambeste como se amanha não existisse,
Meus gemidos eram altos...
Meu prazer era imenso,
Dentro da concentração que tinha,
Apenas me lembrava de gemer...
Assim me deliciei,
Com o que me fizeste,
Adorei e provoquei,
Para mais tarde repetir...

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Continuo aqui teu!!!

Toda a gente tem alguém,
Que faz o seu género,
Que é sua alma gémea,
Que preenche o seu intimo...
E encontra-la não é fácil,
Mas depois é difícil resistir,
Sabendo que a conquista é diária,
Com sonhos realizados...
Encontrei meu anjo,
Já à alguns anos atrás,
Continua a meu lado,
Apesar de todos seus medos...
Sei que no dia,
Em que acreditar em tudo bom,
As coisas voltam a ser,
Os dias de sonho...
Seu olhar é uma delicia,
Seu corpo uma ternura,
Seus lábios uma caricia,
Seu toque um prazer...
Assim sei que a amo,
Apesar de ela achar que não,
Apenas cansado,
Dos medos que tem!!!
Eternamente seu,
Desde o dia em que a vi,
Conheci o melhor,
E de lá não quero sair...

Ali naquele beco...

Na rua onde passeava contigo,
De mãos dadas percorríamos,
Ruas desertas de pessoas,
Apenas eu e tu lá estávamos...
Encontramos um beco,
Onde o sol pouco tocava,
Era iluminado pela sombra,
E chamava por nós...
Fomos ver o que tinha,
Entramos lá dentro,
Para ver o que se encontrava,
Apenas paredes húmidas lá estavam...
Sentimos uma vontade louca de beijar,
Assim encostamos nossos lábios,
Demos beijos loucos de prazer,
Com vontade de mais ali ter...
Minhas mãos percorreram teu corpo,
Tuas meu corpo tocaram,
Na rua não quiseste despir,
E pediste para te possuir...
Assim naquele beco,
Desapertei tuas calças,
Minhas calças abri,
Entrei dentro de ti...
E gemidos de prazer,
Foram sentidos ali,
Com enorme satisfação,
E desejos de mais...
Gozaste uma vez,
Comigo dentro de ti,
Pediste para não parar,
Mas assim o fiz...
Apertei tuas calças,
As minhas fechei,
Peguei na tua mão,
E levei-te para a rua...
Estava gente a passar,
Coraste de ver,
Que podiam perceber,
Que ali tinhas tido prazer...
Fomos para casa,
Para continuar o ter,
Prazer de gemidos,
E entrar e sair...

Dentro de mim corres tu!!!

No meu corpo relaxam momentos vividos,
Entram na mente percepções do que já vivi,
Do que já senti e provei,
E o que me faz feliz...
Encosta a mim o meu temperamento,
Cansado de ter sofrido,
E não ter quem se preocupe,
Porque só quando explode se lembram...
Com direitos e deveres,
Sempre dei de mim,
O que achava ter que dar,
Para fazer o outro feliz...
Assim continuo a ser,
Mas agora com reservas,
Pelo cansaço provocado,
De dar e levar sempre...
Assim apenas quero ser eu,
Estar ao lado de quem me quer,
E nos momentos maus,
Percebam o que preciso...
Sei que corres dentro de mim,
Nunca o deixaste de fazer,
Nem menos nem mais,
A quantia exacta que me faz feliz...
Nos medos que se encontram,
Apenas servem para fortalecer,
Não para fustigar o que existe,
Porque foi isso que trouxe,
O momento que tenho...
Quando estou estou,
Sempre foi o meu lema,
E os erros do passado,
Não se querem repetir...
Cansei,
Apenas quero momentos bons,
Que acreditem ou não,
Quando estou,
Eu estou...

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Strip's Loucos...

Dia de festa,
De alegria,
Com strip,
Cameras e falas...
Não fujas das vontades,
Entrega-te ao desejo,
Força a loucura,
Apresenta ideias...
Porque no local certo,
Na hora errada,
Podemos encontrar,
Prazeres só imaginados...
Falemos pouco,
Sentimos mais,
Tocamos sem deixar,
Vemos de olhos fechados...
Aproveitemos a hora,
Que o aproximar nos traz,
E fujamos da rotina,
Que o momento nos leva...
Aproveitar o que temos,
E deixemos o que não temos,
Vir em quantidades imensas,
E loucuras extremas,
Em strips loucos de prazer...