sexta-feira, 19 de junho de 2009

Mar doce e suave...


Qualquer delicia tem sempre formas de ver diferentes, nem todos podemos gostar da mesma delicia, e o que mais me deleita é que a maioria das delicias não são para mim, mais do que apenas coisas para poder apreciar, mas sem me deleitar... Nem tudo o que reluz é ouro e nem tudo o que aparece à frente tem guia de marcha, sou esquisito sim, mas sou seguro daquilo que pretendo e do ouro que aprecio... De todos, o mais raro é que mais aprecio e o que mais me seduz, sempre foi assim, e quando tenho o ouro que me reluz ao olhos, que me deleita no seu rio, então para que estar à procura num rio onde nem sequer sei se existe... Apenas quero o meu ouro, nada mais do que isso, gosto dele e é com ele que sou feliz... Nem tudo o que reluz é ouro... E as delicias, as mais doces nem sempre são as que satisfazem mais... Quero apenas deliciar-me com a mais bela de todas e a que mais me enche os olhos com açúcar... O meu rio, é banhado pelo mais belo oceano e pelo mais doce dos canais que percorre até ao seu limite máximo... Doce e suave oceano que me deixas envolver nele e que me leva a percorrer caminhos nunca antes navegados... Suave o teu aroma e a tua navegação...

1 comentário:

Nanda disse...

Muito bom...
Tudo aqui é muito interesssante...
Absolutamente delicioso...

adorei

beijos