domingo, 14 de janeiro de 2007

Ser como sou...

A causa de muito sofrimento que temos é sempre pela maneira como somos, como sentimos, ou até mesmo como vemos as coisas que nos vão acontecendo, quando vestimos a camisola do que quer que seja, depois quando temos alguém do lado que não veste e que não se importa de apenas pensar em si, e nós não somos capazes de pensar assim, sentimos sempre que estamos a mais... Apenas gostava de ser diferente, conseguir separar as coisas, não ser tudo para os outros, colocar sempre os outros em primeiro lugar, pois sei que no dia em que começam com as sapatadas eu fico frio, cruel e com reacção arrogante para quem se apresentou da forma cruel perante a minha pessoa, gostava de ter o meio termo, de ter apenas um ponto de vista, mas conseguir distinguir quem me quer bem ou mal, e não achar que todos estão do mesmo lado... O quanto gostava de ser diferente... O quanto gostava de ser calculista e não braços abertos quando conheço alguém... O quanto gostava de conseguir pisar alguém para poder crescer dentro de uma estrutura, mas sei que não consigo... Tenho que viver assim até ao fim dos meus dias...

1 comentário:

liana disse...

serei eu quem queres ser capaz de pisar e naõ estar sempre de braços abertos?